Economia
Ministério da Economia anuncia corte de imposto de importação de arroz, feijão e outros itens básicos
  • Ministério da Economia anuncia corte de imposto de importação de arroz, feijão e outros itens básicos

O Ministério da Economia informou nesta segunda-feira (23) que a Camex (Câmara de Comércio Exterior) aprovou uma nova redução de 10% nas alíquotas do Imposto de Importação sobre a maior parte dos produtos comprados no exterior. A iniciativa não contou com aval do Mercosul e busca combater a inflação e ampliar a abertura comercial do país.

A decisão foi tomada em reunião extraordinária da Camex e alcança cerca de 87% do universo tarifário do país, com 6.195 códigos de produtos.

A medida, que é temporária e valerá de 1º de junho deste ano a 31 de dezembro de 2023, representa um corte adicional do imposto. Em novembro do ano passado, o governo já havia reduzido em 10% as alíquotas do universo da TEC (Tarifa Externa Comum) unilateralmente, sem aval de todos os membros do Mercosul, dizendo haver urgência para lidar com a alta de preços.

A renúncia de arrecadação com as reduções tarifárias, segundo o ministério, é estimada em R$ 3,7 bilhões.

De acordo com a pasta, o objetivo da medida é aliviar as consequências econômicas negativas decorrentes da pandemia de Covid-19 e da Guerra da Ucrânia, especialmente a inflação.

Entre os produtos incluídos na redução tarifária, o ministério citou feijão, carne, massas, biscoitos, arroz e materiais de construção.

Estimativa apresentada pela pasta aponta que as reduções nas tarifas terão impacto acumulado de R$ 533,1 bilhões de incremento no PIB e de R$ 376,8 bilhões em investimentos até 2040.

24/05/2022/ 06:58:18
Outras Notícias
  • Plenário do Senado deve votar financiamento da União para ICMS zero na quarta-feira
Plenário do Senado deve votar financiamento da União para ICMS zero na quarta-feira
28/06/2022/ 13:10:27

O Plenário do Senado deve votar nesta quarta-feira (29), a partir das 16h, a proposta de emenda à Constituição (PEC) que prevê repasses da União para os estados que baixarem a zero o ICMS sobre óleo diesel e gás de cozinha (PEC 16/2022). O relator, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), antecipou que deve mudar o teor da...

  • Preço da gasolina nos postos chega a R$ 8,99 e o do diesel a R$ 8,63, aponta ANP
Preço da gasolina nos postos chega a R$ 8,99 e o do diesel a R$ 8,63, aponta ANP
22/06/2022/ 06:53:09

O preço do litro da gasolina nos postos do país chegou a R$ 8,990 na semana passada, e para o diesel o maior valor encontrado foi de R$ 8,630, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta terça (21).A pesquisa da ANP foi feita entre os dias 12 e 18 de junh...

  • Óleo diesel mais caro do Brasil é vendido em Valença e em Irecê, diz ANP
Óleo diesel mais caro do Brasil é vendido em Valença e em Irecê, diz ANP
22/06/2022/ 06:51:10

O óleo diesel mais caro do Brasil é vendido nos municípios de Irecê e Valença, no interior da Bahia, de acordo com levantamento da Agência Nacional do Petróleo (ANP). As amostras foram coletadas até o último sábado (18) e ainda não registraram os impactos dos últimos reajustes realizados pela Petrobras.Enquanto...

  • Valor da cobrança extra na conta de luz 2022-2023 é reajustado em até 64% pela Aneel
Valor da cobrança extra na conta de luz 2022-2023 é reajustado em até 64% pela Aneel
22/06/2022/ 06:50:26

O reajuste nos valores das bandeiras tarifárias (cobrança extra aplicada às contas de luz quando aumenta o custo de produção de energia no país) foi aprovado nesta terça-feira (21) pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). No documento aprovado, a maior alta será no valor da bandeira vermelha patamar 1 (alt...